Sabemos que o edital do concurso público é o principal guia do candidato, pois nele constam todas as informações necessárias para trilhar essa jornada. Porém, muitas pessoas encaram esse documento como um bicho de sete cabeças. Será que ele é mesmo?

Muitos candidatos acabam se preocupando tão somente com o estudo dos conteúdos para a prova, que deixam o edital de lado. Não realizam a leitura do documento completamente, ou não entendem os diversos termos contidos nele, e com isso acabam se prejudicando. Isso tem uma razão cultural, pois nós somos acostumados a não ler os manuais de instruções dos equipamentos que adquirimos, por exemplo. É um hábito enraizado, que se manifesta até mesmo em um assunto sério como concurso público.

Levando em conta a importância da leitura do edital, vamos te ajudar a entender melhor os itens fundamentais que aparecem nesse documento.

1- O edital inicia-se com o cabeçalho identificativo da entidade que está abrindo as vagas. Na sequência, vêm as Disposições Preliminares, apresentando a banca examinadora, a forma de seleção e o regime ao qual os nomeados estarão submetidos.

2- Em seguida, no tópico Dos Cargos são apresentados os requisitos exigidos, a remuneração, descrição das atividades e carga horária.

3- O capítulo Das Vagas apresenta, de forma direta, informações sobre as vagas e geralmente faz referência a algum anexo, onde constará o número de vagas para cada cargo. Lembrando que é importante ler também os anexos.

4- Apesar de óbvio, um item muito importante é o capítulo Das Inscrições, pois nele além das informações sobre datas, encontra-se também a forma e o prazo de solicitação de isenção do valor da inscrição, assim como também, informações do modo de requerer atendimento especial, caso seja necessário.

5- No tópico Das Provas, encontra-se as informações dos tipos de prova (dissertativa, objetiva, prática, etc), duração e data de aplicação, falhas que podem levar a eliminação, critério de pontuação individual, bem como o caráter eliminatório e/ou classificatório de cada tipo de prova.

6- Na sequência, apresenta-se as informações posteriores ao concurso, como nomeação, local de atuação, posse e exercício. Nas Disposições Finais, são informadas as normas referentes ao dia da prova, como cor da caneta, porte de eletrônicos e validade do concurso.

7- Ao final normalmente apresentam-se os anexos que elencam os conteúdos de cada matéria que serão cobrados na prova.

Agora que você já conhece a estrutura do edital, com seus principais títulos e informações, pode perceber que ele não é o bicho de sete cabeças que você pensava. Talvez você ainda ache um edital complicado demais e com muita informação, mas o que acontece é que um simples erro pode anular todo o edital, inclusive após as provas, gerando um grande prejuízo.

Ainda ficou com alguma dúvida? Está com dificuldades em entender o edital? Compartilhe conosco no nosso BLOG!